Calçada de concreto ou paver: qual a melhor escolha?

Calçada de concreto

Calçada de concreto ou paver: qual a melhor escolha?

Na hora de construir uma calçada, muitos se perguntam: concreto ou paver, qual é a melhor opção? Neste artigo, explicaremos as diferenças entre os materiais para você saber qual é o melhor para o seu projeto.

Durante o desenvolvimento de uma obra, existem muitos fatores que precisam ser planejados para que tudo saia conforme o esperado. Um desses fatores é, justamente, o material que será usado para a construção das calçadas. Porém, muitos ficam em dúvida: é melhor fazer a calçada de concreto ou de paver?

Normalmente, a calçada é uma das últimas coisas a serem feitas em uma obra. Afinal, o alto tráfego de pessoas, máquinas e descarregamento de materiais pode acabar danificando o trabalho que já estava pronto. Mas, no fim, é preciso já saber qual será o material usado para a sua construção.

O melhor é que o projeto da calçada seja definido durante a fase de planejamento, pois, dessa forma, fica mais fácil estabelecer os custos com mão de obra e material, além de facilitar na hora de definir o prazo, visto que cada tipo de material tem as suas características e demanda um tempo específico para ficar pronto.

Neste artigo vamos falar um pouco sobre as calçadas de concreto e as de bloco pré-moldado de concreto, também conhecidas como paver. Vamos apresentar cada material e suas características para ajudar na melhor escolha, esteja o seu projeto na fase de planejamento ou já em fase final.

image5

O paver e o concreto são dois tipos de materiais muito usados em calçadas. Por isso, conhecer a diferença entre eles é fundamental.

 

Conhecendo mais sobre cada material

Para escolher qual é o melhor material para a sua calçada, é fundamental saber o básico sobre cada um deles.

Concreto

Muito popular na construção civil graças à alta versatilidade, o concreto é um dos materiais mais utilizados para a construção de calçadas em todo o mundo. Nos Estados Unidos, as calçadas de concreto são a principal opção dos engenheiros que trabalham nos departamentos de obras das prefeituras do país.

Na hora de construir uma calçada de concreto, é possível escolher entre duas opções: utilizando o material “rodado” em obra ou, então, usinado.

A escolha entre as duas opções vai depender de fatores como orçamento, tamanho da obra, prazo e o resultado esperado. A calçada de concreto tem uma execução bem mais rápida, além de oferecer um maior nível de padronização. Além disso, graças à altíssima popularidade, é bem fácil encontrar mão de obra qualificada para trabalhar com concreto.

Paver

O paver, nome dado para blocos pré-moldados de concreto ou paralelepípedos, é disponibilizado em diferentes espessuras para uso em vários tipos de projeto. Os blocos são encaixados e não há necessidade de algo para fazê-los ficar colados ou aderir na superfície. O que os prende ao chão é o atrito entre as peças.

A instalação do paver é muito mais rápida e padronizada, e ainda dispensa juntas de dilatação ou qualquer outro tipo de serviço complementar.

Quando se trabalha com esse tipo de material, é preciso dar uma atenção especial ao preparo da superfície, que deve ser nivelada, compactada e com camadas de areia ou pó de brita de acordo com as recomendações do fabricante.

Além disso, para evitar problemas no futuro, é sempre bom verificar se os blocos foram produzidos seguindo um controle de qualidade. Esse controle é provido pela norma NBR 9781: Peças de concreto para pavimentação.

Quais critérios levar em conta para escolher entre paver e concreto?

Apesar de ambos serem tipos de calçadas de concreto, têm um processo de aplicação e resultado final bem diferentes. Na hora de escolher entre paver ou concreto, é preciso levar em consideração alguns dos pontos que vamos apresentar a seguir. Só assim a construção terá o resultado desejado seja a curto ou longo prazo.

Durabilidade e manutenção

Como o tempo, as estruturas de concreto que ficam expostas ao clima costumam apresentar falhaspatologias. Por conta disso, é importante realizar uma manutenção periódica para corrigir essas falhas assim que surgem os primeiros sinais de problema.

Mesmo assim, é importante ressaltar, quando construídas corretamente, as calçadas de concreto apresentam bastante resistência e durabilidade.

Já em calçadas de paver dificilmente ocorrem problemas com rachaduras ou, até mesmo, drenagem, graças aos pequenos espaços que há entre cada peça. E quando surgem esses tipos de problemas, normalmente é por falhas na instalação.

O paver, por ser pré-fabricado, tem uma força até quatro vezes maior do que o concreto tradicional, suportando muito mais peso na superfície antes de rachar. Além disso, o formato de blocos soltos permite fazer reposições sem precisar mexer em toda a padronização da calçada ou ter que “quebrar o chão”.

Padronização

Ao longo de toda a construção, o concreto pode sofrer com diferenças na aparência devido à mudança na proporção dos materiais a cada traço, principalmente quando virado em obra. Apesar de, quando bem feito, ser algo quase imperceptível, é difícil manter um padrão visual quando se constrói uma calçada de concreto.

Os índices de variação volumétrica do concreto vão apresentando diferenças e, com o tempo, pode aumentar o risco de surgirem rachaduras.

No caso do paver, quando utilizado um material de confiança, não há esse risco, pois todos os blocos passam por um rigoroso controle de qualidade que garante a padronização e homogeneidade.

Instalação

As calçadas de concreto normalmente têm um processo de instalação bem simples. A maior demora mesmo é o tempo que o material leva para secar, sendo necessário evitar o tráfego no local até que esse período passe. O processo de instalação inclui escavação, nivelamento, definição do formato e o preparo adequado do concreto.

O paver já exige um trabalho maior na hora da preparação, que inclui escavação, nivelamento, base, compactação, preparo da areia e das peças de paver, além de todo um processo que é finalizado com o selamento dos blocos.

A vantagem é não precisar de tempo para secar, permitindo que a calçada seja usada logo após a instalação. Além disso, no caso de problemas após a finalização, o processo de correção é bem mais simples, não sendo necessário refazer todo um pedaço da calçada.

Afinal de contas, qual a melhor escolha?

Agora que você já sabe quais são as vantagens e desvantagens de cada tipo de material, fica muito mais fácil decidir qual deles é a melhor opção para a sua construção. O primeiro passo é decidir qual vai ficar mais de acordo com o gosto do arquiteto ou do dono do estabelecimento, já que os resultados finais são bem diferentes.

Além disso, pense no tipo de construção que está sendo feita, no orçamento e no tempo de execução. Se o local tem alta circulação de pessoas, por exemplo, o paver pode ser uma opção mais adequada.

Os dois materiais são ideais para a construção de calçadas. Cabe a você decidir qual será mais benéfico para a construção de forma geral.

10 ideias de calçadas de paver e de concreto

5 ideias de calçadas de paver

image10

A calçada de paver pode dar um toque colorido ao ambiente.

 

image11

Também fica muito elegante como um detalhe na calçada.

 

image3 (1)

O paver é disponibilizado em blocos de vários tamanhos.

 

image6

É uma ótima opção para calçadas perto de áreas com terra ou grama.

 

image9

Com o paver, é possível criar padrões muito bonitos em calçadas.

 

5 ideias de calçadas de concreto

image7

As calçadas de concreto podem dar um tom elegante ao local.

 

image8

Nelas, é possível criar desenhos ou padrões de forma manual.

 

image4

Além de ser versátil, o concreto é um material barato.

 

image2 (9)

Até hoje, o concreto é a principal escolha em boa parte das construções.

 

image1 (15)

O concreto combina muito com vários tipos de designs.

 

Gostou deste artigo? Então curta e compartilhe com os seus amigos nas redes sociais! Agradecemos pela leitura e até a próxima!

Permeabilidade do concreto: qual sua importância para a construção?
O que é traço de concreto e por que ele deve ser seguido à risca?